segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Prefeito de Jaguaretama fecha escolas, salas de aula e causa revolta na população

O prefeito de Jaguaretama, Glairton Cunha já começou o ano pondo em prática uma das piores mazelas que se pode fazer com o nosso povo, especialmente com os pais e mães de alunos da zona rural: FECHAMENTO DE ESCOLAS!
Essa prática (fechar escolas e salas de aula) sempre foi usada por seu grupo, vale ressaltar que esse mesmo grupo político do qual faz parte o prefeito Glairton Cunha foi quem primeiro iniciou a tal NUCLEAÇÃO com isso afastou os alunos cada vez mais de sua comunidade e do acompanhamento dos pais. Uma gestão que já provou que não tem compromisso com o povo e sim apenas com o marketing para embelezamento da cidade como ciclovias, carnaúbas na praça central, semáforo, carnaval e agora vem ai o asfalto nas principais ruas da cidade, enquanto isso o povo carente que procura por seus medicamentos nos postos de saúde, especificamente no "SESP" recebe um NÃO TEM na cara. O que falta para a saúde do povo, tem de sobra para divulgação de seu nome.

Moradores, Pais, Alunos, Educadores e manifestantes apoiam os estudantes que são contra o fechamento de salas de aulas, e é também, contra a transferência de deslocamento forçados de alunos e contra o fechamento de colégios. O colégio São José na localidade de Santa Barbara II, sítio Alegres ambos no município de Jaguaretama foram fechados algumas salas de aula pela secretaria municipal de educação. Atual gestão impôs estas medidas sobre a justificativa de não haver alunos suficientes nestas localidades e que se faz necessário reduzir despesas. Uma abaixo assinada feita pelos moradores desse município, encabeçado pelo Senhor Lucio Santos da Silva estiveram na Câmara municipal reivindicando os seus direitos constituídos previstos em lei.
Os vereadores não se posicionaram a respeito desta situação, por um lado querem agradar o prefeito e por outro não podem contrariar o povo.
Toda Jaguaretama é sabedora que os nossos vereadores representa os interesses do executivo votando contra o povo, foi assim, na votação da taxa de iluminação pública, no veto do pagamento de insalubridade sobre o vencimento básico dos servidores da saúde e na votação para retirar algumas categorias do plano de cargos e carreira da saúde.
A Câmara Municipal de Jaguaretama era pra se chamar casa do Prefeito e não Casa do Povo. Em Jaguaretama o Legislativo é do Executivo e não do Povo.

Assim segue o prefeito, agradando a elite e deixando o povo como segunda opção e suas promessas de campanha vai ficando para o período eleitoral para serem renovadas.
“Investirem em Educação nunca será despesas.
E sim, sempre será um investimento com retorno garantido”

Nenhum comentário:

Postar um comentário