quarta-feira, 13 de setembro de 2017

MÊS DE SETEMBRO COMEÇA COM SESSÕES LEGISLATIVAS "PEGANDO FOGO" EM JAGUARETAMA

Em 04/09/2017, o ex-vereador, ex-secretário de educação e atualmente chefe de gabinete, Sr. Juraílson Brito veio ao Plenário da Câmara com um discurso tipo "levanta defunto".

A intenção era passar ao público a imagem de um "alimpamento" de ficha política. Vale lembrar que o ex-vereador foi condenado pelo colegiado do TCM por improbidade administrativa em decorrência de irregularidades na sua prestação de contas de gestão quando foi Secretário da Educação na gestão do ex-prefeito Bena e então, "ficha suja" devido a condenação, ficou inelegível por 08 anos. Ocorre que os 08 anos passaram e a sentença prescreveu, daí então, a intenção de um "alimpamento moral público" com o discurso.

Pois bem, foi uma seara de tragicomédia, de onde saíram pérolas como:

"Alzimar, assim como Jairo Júnior e Hélder tiveram contas desaprovadas mas são homens de bem."
"Nunca tentem cometer injustiça a alguém."
"O prefeito Glairton Cunha conhece a minha idoneidade e todos sabem que ele não precisa pastorar nem eu, nem minha esposa, nem Jairo Júnior sobre a possibilidade de nós fazermos algum ato desleal a ele." 
"Eu não lembro que de forma dolosa eu tenha feito mal a alguém de Jaguaretama."
"Não sei porque o vereador Geosanan tem essa indiferença comigo."

E logo após, a reação dos vereadores 'da situação' foi de causar enjôos estomacais no público. O vereador Toinho de Salomão afirmou:
"Admiro muito Juraílson, nunca vi ele com briga... tamo junto Juraílson."
Vereador Erivaldo Brito, irmão do atual chefe de gabinete esqueceu da condenação passada do irmão e tascou:
"Quando Juraílson era Secretário, Jaguaretama tinha educação."

Lamentável que tamanha limitação venha de representantes escolhidos pelo povo para fiscalizar o Poder Executivo e elaborar as Leis. Vereador Rodolfo Cunha, que desde o começo deste ano parece ter sido acometido de amnésia aguda, citou:
"Conheço Juraílson Brito como um homem digno e muito inteligente."

É incrível que o vereador Rodolfo conhecido por sempre baixar o nível do debate quando confrontado, tenha esquecido de todo o seu discurso pesado que proferiu por pelo menos 08 anos contra o próprio Juraílson Brito, sua esposa e o ex-prefeito Bena.
Uma total inversão de valores sobre o que o vereador afirmava com tanta firmeza há apenas alguns meses. Passada a nostalgia discursiva e a sessão lava-pés promovida pela bancada 'da situação', veio então a voz dos vereadores 'da oposição'. Vereador Rubens Pinheiro fez questão de esclarecer que Juraílson Brito esteve na situação de ficha suja não por causa do povo ou da Casa Legislativa, mas pelo julgamento imparcial do TCM.

Aí veio a vez do vereador Geosanan e logo que cara tratou de por os pingos nos "is" e evidenciar o total paradoxo que era o Sr. Juraílson Brito dado o seu passado de ficha suja e a sua vida pregressa sempre agarrada à política, "chegar à Casa Legislativa com uma sentença dizendo que na verdade ganhou a causa que na verdade está um homem limpo na justiça. Pra uma grande parte da sociedade de Jaguaretama, eu não vejo ainda que está. No sentimento das pessoas nas lembranças de um passado bem recente, não está." (PALAVRAS DELE).

Continuando sua linha de pensamento, Geosanan citou lembranças do início do ano, no período de diplomação ao cargo de vereador, o Exmo. Dr. Juiz de Direito da Comarca de Jaguaretama quando citou que 'o cidadão que se diz cidadão e que não pode receber votos não é cidadão, não é gente da sociedade, não é pessoa da sociedade'. E concluiu o raciocínio dizendo: "Vocês gravaram isso? Acho que muitas pessoas ouviram isso, as pessoas que não podem receber votos não são pessoas da sociedade" (PALAVRAS DELE). Continuando, falou que em muitas ocasiões de um passado recente de Jaguaretama alcançou pessoas chorando por causa de INJUSTIÇAS PRATICADA DE FORMA VOLUNTÁRIA PELO EX-VEREADOR JURAILSON BRITO.
Geosanan Leitão prosseguiu jogando literalmente por terra todo o discurso enfeitado do atual chefe de gabinete e dos vereadores 'da situação', relembrando situações ocorridas durante o período em que Juraílson Brito atual como vereador e assumiu a Presidência a Casa, elencando situações de dolo financeiro do mesmo sobre colegas vereadores como Zé Tarcisio, Walter Pinheiro de Souza e demais outros que inclusive precisaram recorrer à Justiça para receber os valores que lhes eram devidos. Citou ainda: "Quando o juiz intimou pedindo documentação desta casa, documentação que comprovasse o pagamento que ele tinha recebido e simplesmente se sumiu da casa e o juiz chamou de 'CASA DESORGANIZADA', esse é o 'bem' que o Jurailson praticou" (PALAVRAS DELE).

Contestando as afirmações do colega Erivaldo Brito sobre seu irmão Juraílson, Geosanan falou: "Quando o Ari Saldanha prefeito, secretário de educação Juraílson Brito... fez tudo que achava que competia a ele e à vontade, FOI PRECISO A PRIMEIRA DAMA, na época Ila, RETIRÁ-LO, AFASTÁ-LO DA SECRETARIA e ir pra dentro pra tomar de conta, todo mundo sabe disso. Foi o homem que derrubou colégios no município porque tinha um simples formigueiro no banheiro, esse é os benfeito do cidadão Juraílson Brito. E hoje vem aqui se defender e dizer que as palavras que eu falei é palavras inúteis, palavras que não podiam ser dita, mas a justiça impedia (ele) de ser candidato. Se hoje tem aqui uma sentença dizendo que ele ta legalmente, nós se baseamos toda vida na justiça dizendo que esse cidadão não podia ser candidato, ele e outros" (PALAVRAS DELE).

O chicoteamento continuou com Geosanan citando a destruição que o atual chefe de gabinete provocou no nome de muitas pessoas quando esteve no poder, pessoas as quais ele coordenava e dava suas ideias, pessoas que até hoje possuem o nome sujo por seguirem as orientações dele. Geosanan Leitão defendeu ainda a tese de que era uma contradição tremenda Juraílson após tais 'feitos' e tendo caído junto com sua esposa como fichas sujas e tornando-se ambos inelegíveis, ir atualmente à Câmara se defender. Continuou citando que o vereador Rodolfo Cunha embora hoje tenha mudado o discurso, antigamente cansou de dizer verdades sobre a pessoa de Juraílson ao afirmar que ele era 'um dos corruptos que Jaguaretama possuía'. 

Geosanan citou também que Dr. Jairo teve de agredir literalmente Juraílson Brito em uma ocasião no Cartório Eleitoral por conta dos seus malfeitos e indagou se o ex-prefeito Bena seria realmente o culpado de tantos débitos e rombos  quando assumiu o Executivo ou não seria malícia do Sr. Juraílson.

No fim, sobrou até para o atual prefeito Glairton Cunha quando  Geosanan citou o fato ocorrido por ocasião pleito eleitoral quando na casa do vereador Rodolfo reuniram-se com o prefeito e Geosanan indagou-lhe sobre sua intenção ou não de aliar-se a Bena, Juraílson e Luzia, ao que o prefeito respondeu que 'não, esse povo já está ultrapassado'. Hoje os fatos mostram claramente que o prefeito Glairton Cunha mudou o discurso e faltou com a verdade. 

Como podemos ver, é lastimável a situação de muitos dos edis legislativos do nosso município. De repente, como num passe de mágica, o discurso mudou completamente. na visão dos vereadores 'da situação' quem antes era corrupto, agora ficou 'bom'. Não obstante a isso, não parece haver comprometimento da bancada com o bem comum, todo o direcionamento parece estar apontado para os seus próprios interesses em conjunto com o prefeito e demais aliados.

Onde vamos parar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário