quarta-feira, 22 de novembro de 2017

PORQUE O SERVIDOR PÚBLICO NÃO É VALORIZADO ATUALMENTE EM JAGUARETAMA?


Hoje é fato de notório conhecimento público que o prefeito Glairton Cunha tem deixado de cumprir muito do que prometeu em sua campanha política. Em alguns casos, ele chegou ao extremo de realizar exatamente o contrário do que prometeu.
Quem não lembra também, quando por ocasião de sua primeira disputa em um pleito eleitoral (2012) o atual prefeito prometeu trazer duas fábricas para o município (uma era de papel higiênico, a outra não lembro no momento de que seria), inclusive postou em seu perfil no Facebook foto com dois senhores os quais indicava na legenda serem os empresários interessados em instalarem aqui suas unidades fabris. Divulgou-se também a informação de que as unidades viriam independentemente de sua vitória ou derrota nas urnas, inclusive, a estrutura física de uma já estava sendo construída (era o prédio do atual comércio do ex-prefeito Bena). O resultado final desta promessa, todos conhecemos.
COINCIDÊNCIA OU NÃO, A ATUAL ADMINISTRAÇÃO DESRESPEITA E DESVALORIZA OS SERVIDORES DO MUNICÍPIO.
Desde os primeiros meses da administração, um coletivo de servidores da Saúde têm tentado através do diálogo com o prefeito, garantir que o Executivo pague-lhes os subsídios mensais garantidos pela Lei Municipal 923/2015 (PCCV-Saúde). Houveram diversas reuniões entre a representação dos servidores com o prefeito e sua assessoria, todas infrutíferas, sendo que o prefeito demostrou evidente má vontade em resolver a questão que então foi levada à Justiça em meados do mês de maio/2011.
Ressalte-se que o cumprimento do PCCV-Saúde foi promessa de campanha do atual prefeito, inclusive
No último dia 21/11 não foi diferente: marcada a primeira audiência sobre o imbróglio envolvendo o cumprimento do PCCV-Saúde, o prefeito sequer compareceu, enviou seu representante jurídico (Dr. Jean Saldanha) que foi taxativo em confirmar que não haveria acordo. E então os servidores mais uma vez ficaram no prejuízo.
No último 31/07, o Exmo. Sr. Juiz Dr. Caio Lima Barroso expediu sentença condenando o município AO PAGAMENTO EM VALORES ATUALIZADOS (juros moratórios segundo a remuneração da poupança e correção monetária pelo IPCA) dos salários de todos os servidores municipais em exercício no mês de DEZEMBRO (2012). Tal dívida era oriunda do calote dado nos servidores pelo ex-prefeito Bena, atualmente aliado da atual administração. A ação corria na Justiça há mais de um ano. Mais uma vez, o Sr. Glairton Cunha mostrou a que veio: RECORREU À INSTÂNCIA JURÍDICA SUPERIOR, deixando os servidores no prejuízo.
Em meados do segundo semestre deste ano, o prefeito baixou Decreto onde instituía descontos de percentuais fixos sobre os subsídios mensais dos servidores contratados e comissionados e também da gratificação do PMAQ dos servidores do PSF, além de congelamento dos pagamentos do 1/3 de férias dos servidores até o mês de dezembro próximo, podendo ser prorrogado por mais um mês. Justificou tal medida (inconstitucional, diga-se de passagem) como necessária para o pagamento das renegociações de débitos anteriores do INSS (aqui entra mais uma vez o ex-prefeito bena com a conta deixada). Outra vez, os servidores são prejudicados, desta vez, pagando duas vezes a mesma conta (os repasses do INSS já são subtraídos de seus contracheques).
Enquanto isso, os servidores seguem sem reajuste salarial a revelia da inflação demasiadamente elevada, sendo que algumas categorias seguem sem reajuste desde 2008.
Neste mesmo ínterim, o TCM divulga RELATÓRIO GERENCIAL SOBRE A SITUAÇÃO FISCAL DOS MUNICÍPIOS NO SEGUNDO QUADRIMESTRE DE 2017 onde Jaguaretama situa-se com 52,28% de sua receita corrente líquida comprometidos com folha de pagamento de salários. Vale informar que o máximo previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal é de 51,29%.
ISTO REPRESENTA INDÍCIO CLARO DE MÁ GESTÃO. NESTE PATAMAR, ISSO SIGNIFICA QUE SE O PREFEITO ADMINISTRASSE UMA EMPRESA PARTICULAR DA MESMA FORMA QUE ADMINISTRA NOSSO MUNICÍPIO ESTA EMPRESA ESTARIA HOJE FALIDA! Mas o nosso município está falido, basta ver a qualidade e quantidade dos serviços oferecidos ao cidadão!
Veja aqui o relatório: http://valdecyalves.blogspot.com.br/2017/11/publicado-relatorio-gerencial-do.html
AS QUESTÕES QUE FICAM SÃO:
1. PORQUE O PREFEITO GLAIRTON CUNHA NÃO RESPEITA A LEI VIGENTE?
2. PORQUE ELE NÃO RESPEITA OS DIREITOS DOS SERVIDORES?
3. PORQUE ELE NÃO RESPEITA OS PRÓPRIOS SERVIDORES?

Fonte: Retirado do grupo Frade Alerta
Link: https://www.facebook.com/fradealerta/posts/229192677617370

terça-feira, 7 de novembro de 2017

JAGUARETAMA: VEREADOR ABRE O VERBO E ESCANCARA A GESTÃO DO PREFEITO GLAIRTON CUNHA.


A sessão plenária da Câmara Municipal de Jaguaretama do dia 06/11/2017 teve momentos de extrema tensão.



Em um destes momentos, o vereador Hélder Pinheiro (PTB) da base aliada do prefeito Glairton Cunha, tratou de colocar os pingos nos "is" e esclareceu que um dos motivos da gestão Glairton Cunha possuir pontos negativos é o ato da nomeação por parte do prefeito de "pessoas que possuem gratificações para não fazer coisíssima nenhuma". Ao proferir tal acusação, o vereador citou diretamente a pessoa do blogueiro Valdízio Barreto, proprietário do blog "O Liberal".

ENTENDENDO O OCORRIDO: o clima entre o vereador e o blogueiro começou a esquentar por conta de uma proposição legislativa para mudar os dias de sessões plenárias para as sextas-feiras (atualmente ocorrem nas segundas-feiras) e que obteve rejeição da maioria dos edis, tendo consequentemente sua apuração adiada. O blogueiro Valdízio publicou matéria sobre o assunto em seu periódico, fato que desagradou o vereador, evidentemente, pela forma em que foi narrada.

Posteriormente, houve troca de farpas entre ambos, chegando ao ápice quando o blogueiro publicou na edição de novembro/17 do "O Liberal", na seção "Curtas", um pequeno texto onde acusava indiretamente ao vereador de "oferecer vantagens ao eleitor em troca de votos" e "indicar pessoas da família para exercer cargos comissionados, tipo filho e cunhada".

A página "Frade Alerta" (Facebook) logo percebeu e escancarou a gritante contradição do blogueiro Valdízio Barreto que acusou ao vereador entre outras coisas, de nepotismo, mas não usou da mesma medida com a ex-Diretora Geral do HMABM, Sra. Luzia Cunha Saldanha Brito, que foi exonerada por ordem judicial do cargo (por ser ficha suja e estar em condição de inelegibilidade) e de imediato emplacou sua filha no lugar. Vale ressaltar que a ex-diretora é prima em primeiro grau do prefeito Glairton Cunha e que o blogueiro é publicamente conhecido por ser aliado da atual gestão e pessoa próxima do atual Chefe de gabinete, que por sua vez é pai da nova Diretora Geral do HMABM.

Por fim, o imbróglio teve novo embate durante a sessão legislativa de 06/11/17, com o vereador Hélder citando que o blogueiro Valdízio mentiu ao citar em seu jornal que ele tinha cargos comissionados na gestão. Citou o vereador também que o respaldo do blogueiro para com o povo jaguaretamense é "zero" e que o mesmo vive de falcatruas. Um dos pontos altos do discurso do vereador foi a menção de que o atual prefeito NÃO CUMPRIU COM A SUA PALAVRA DADA NO PERÍODO PRÉ-ELEITORAL, no que toca ao fato de que prometeu não contar com diversas pessoas durante sua gestão (se referindo ao blogueiro), mas fez exatamente o contrário, inclusive o vereador citou que seu colega Rodolfo Cunha tinha conhecimento deste fato.

Tal afirmação da parte do vereador Hélder, respalda as palavras já proferidas anteriormente pelo vereador Geosanan Leitão também em sessão plenária e que também colocaram em xeque a hombridade do atual prefeito neste mesmo sentido.  

Por fim, o vereador tratou de deixar claro que "a gestão hoje ainda tem alguma situação a desejar porque tem pessoas como Valdízio Barreto fazendo parte dela".



Veja o pronunciamento do vereador Helder Pinheiro:

 "Talvez por isso, meus colegas e população de Jaguaretama, que ainda há alguns pontos negativos nessa gestão é porque tem algumas pessoas que o senhor prefeito nomeou que tem gratificação assim como o Valdizio Barreto pra não fazer coisíssima nenhuma, só falar mal das pessoas, trazer matérias mentirosas nesse jornal imoral dele e mesmo pra ele fazer isso o senhor prefeito ainda deu uma gratificação a ele. E outras conversas antes da eleição, o meu colega Rdolfo sabe que o Glairton dizia que não ia contar com muita gente nessa gestão e uma dessas pessoas que não contaria de maneira alguma era exatamente o Valdizio Barreto e assim ele não cumpriu. Então talvez e por isso, hoje ainda, alguma situação na gestão, que não está funcionando é exatamente pessoas como Valdizio Barreto ganha um agratificação pra não fazer nada. Eu quero deixar aqui esse meu registro porque tudo o que ele publicou aqui é mentira, é mentira. O vereador Helder não tem ninguém, não tem um cargo comissionado apontado pelo vereador Helder, ele disse que eu tenho um filho, tenho uma cunhada...e quando ele diz essa situação de votos, os votos que o vereador Helder tirou, assim como todos os vereadores tirou, é mostrando trabalho, sinceridade, honestidade, não é trazendo falcatruas assim como faz esse cidadão não .... você tá dizendo que eu tenho filho e cunhada na gestão, é mentira sua, é mentira sua Valdizio Barreto porque você é um... infelizmente volto a dizer...eu quero dizer Valdizio que o seu respaldo para o povo de Jaguaretama é zero, eu tenho respaldo de cidadão, por isso que hoje a gestão ainda tem alguma situação a desejar porque tem pessoas como você que faz parte da gestão."






NOTA:
 Quem conhece o vereador Helder Pinheiro, conhece um homem de caráter, honradez e honestidade. Um cidadão de reputação ilibada e de muitos amigos. Sempre pronto a ajudar quem o procura e precisa. 
Nós do grupo "FRADE ALERTA" repudiamos veemente os ataques e a postagem do blogueiro por se tratar de uma parcialidade, má fé contumaz e reafirmamos o que disse o vereador Helder disse: " o seu respaldo para o povo de Jaguaretama é zero, eu tenho respaldo de cidadão, por isso que hoje a gestão ainda tem alguma situação a desejar porque tem pessoas como você que faz parte da gestão."



Fonte: Ceara Alerta e Redes Sociais

sábado, 28 de outubro de 2017

JAGUARETAMA: Criança portadora de quadriplegia espástica decorrente de paralisia cerebral, tem transporte negado pela diretoria do hospital de Jaguaretama

Hospital de Jaguaretama 
No início desta semana, recebemos uma notícia que muito nos entristeceu: uma criança B.C.S.L. de 13 anos, do sexo feminino, residente na localidade de Sítio Sabiá (município de Jaguaretama) e portadora de QUADRIPLEGIA ESPÁSTICA decorrente de Paralisia Cerebral, havia perdido sua consulta no Hospital Sarah Kubitschek PORQUE A DIRETORIA DO HMABM E A SECRETARIA DE SAÚDE NEGARAM-LHE O TRANSPORTE A QUE POSSUI LEGÍTIMO DIREITO.
A quadriplegia espástica é uma sequela física resultante de uma lesão no Sistema Nervoso Central (cérebro, cerebelo e medula), caracterizada por hipertonia (estado em que o músculo permanece permanentemente contraído), rigidez e encurtamento generalizados dos músculos, ocasionando paralisia total dos membros, deformidades na coluna vertebral, dores musculares, entre outras coisas, como dificuldade para engolir os alimentos e problemas respiratórios. Crianças vítimas deste distúrbio necessitam de intervenção/acompanhamento/orientação multiprofissional (neuropediatra, ortopedista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, entre outros) durante toda a sua vida, objetivando manter o melhor nível de funcionalidade possível e prevenir/tratar possíveis intercorrências que surgem ao longo de seu desenvolvimento, melhorando sua qualidade de vida.
Devido a precariedade de sua condição de saúde e a distância da viagem a criança B.C.S.L. necessita de um carro disponível somente para si e sua acompanhante (mãe).
Vale salientar que a Rede Sarah é uma fundação hospitalar especializada em doenças do aparelho locomotor e possui equipe de saúde especializada, além de estrutura moderna e sofisticada que permite atendimentos, intervenções e exames de excelente qualidade. Por isso, as vagas lá são muito disputadas.
Pois bem, a referida criança é acompanhada no Sara Kubitschek há 08 anos e estava com esta consulta agendada há pelo menos um mês. Agora que perdeu a vaga, será muito difícil conseguir outra consulta em menos de um ano.
Desta feita, sua mãe desesperada e deveras preocupada procurou o Ministério Público e a Ouvidoria de Justiça como seu último recurso.
É interessante notar como nesta administração os direitos do cidadão são desrespeitados sem cerimônia. Por outro lado, alguns poucos são beneficiados de todas as formas em cima do aparato público. Não se passou mais que alguns meses desde que a página "Frade Alerta" denunciou o "ensardinhamento" de pessoas dentro das ambulâncias, quando se chegou a colocar entre 08 e 10 pessoas doentes dentro de uma só ambulância para uma viagem de 240 Km de distância entre Jaguaretama e Fortaleza. Agora pelo que estamos vendo, a coisa vai de mal a pior.
Não obstante a tudo isso, nas últimas 48 h a Diretora Geral do HMABM foi destituída do cargo por decisão da Justiça, em razão de ser FICHA SUJA.
É essa a administração que veio pra fazer a diferença? É essa a administração que está a frente do seu tempo? É este o homem novo para um novo tempo? Como é possível fazer algo diferente delegando poderes às mesmas pessoas que passaram cerca de duas décadas no seio da administração direta do município com resultados pífios e desastrosos?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO SENHOR PREFEITO? PORQUE OS DIREITOS DOS CIDADÃOS JAGUARETAMENSES SÃO DESRESPEITADOS TÃO ROTINEIRAMENTE NA SUA ADMINISTRAÇÃO?



Fonte: Frade Alerta/Facebook

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

MINISTÉRIO PÚBLICO DETERMINA AFASTAMENTO IMEDIATO DA SRA. LUZIA CUNHA SALDANHA BRITO DO CARGO DE DIRETORA GERAL DO HOSPITAL E MATERNIDADE ADOLFO BEZERRA DE MENEZES - HMABM POR SER FICHA SUJA.

Luzia Brito e esposo  Jurailson Brito

Em Ação civil pública cujo requerente foi o Ministério Público e que originou o Processo nº 3936-71.2017.8.06.0106/0 contra a enfermeira SRA. LUZIA CUNHA SALDANHA BRITO e o atual Prefeito Municipal SR. FRANCISCO GLAIRTON RABELO CUNHA, o meritíssimo Sr. Juiz Dr. Caio Lima Barroso, responsável pela Comarca local, expediu decisão em desfavor dos acusados, DETERMINANDO IMEDIATAMENTE A SUSPENSÃO DOS EFEITOS DO ATO ADMINISTRATIVO PRATICADO PELO EXMO. SR. PREFEITO DE JAGUARETAMA, NO QUE CONCERNE A NOMEAÇÃO DA SRA. LUZIA CUNHA SALDANHA BRITO PARA O CARGO DE DIRETORA GERAL DE UNIDADE HOSPITALAR (código do cargo: CC-1.2), NOMEAÇÃO ESTA QUE FOI DETERMINADA PELA PORTARIA Nº 70/2017.
Coloquialmente falando, o meritíssimo Sr. Juiz determinou a imediata exoneração sob as penas da lei, da Sra. Luzia Cunha Saldanha Brito ante o CARGO COMISSIONADO que a mesma ocupa na atual administração, a saber, Diretora Geral do HMABM.
Tal decisão foi fundamentada legalmente no art. 105, IV da Lei Orgânica Municipal de Jaguaretama e art. 154, § 14 da Constituição do Estado do Ceará.
O art. 105, IV da Lei Orgânica Municipal com a redação dada pela Emenda nº 007/2012 disserta: "Fica vedada a nomeação ou designação, para cargos de provimento em comissão daqueles considerados inelegíveis em razão de atos ilícitos, nos termos da Lei Complementar de que trata o § 9º do art. 14 da Constituição Federal, no âmbito da administração direta ou indireta dos Poderes Executivo e Legislativo do município".
Com a Emenda à Lei Orgânica Municipal nº 009/2015, seu art. 105, IV, passou a ditar: "Art. 105. São condições essenciais para a investidura no âmbito da administração direta e indireta dos poderes Executivo e Legislativo, dos cargos de secretário Municipal, Diretor equivalente ou quaisquer cargos de provimento em comissão, de livre designação, nomeação, exoneração do Executivo. (...) IV - ser considerado inelegível em razão de ato ilícito, nos termos do § 9º, do art. 14, da CF de 988, no âmbito da Administração Direta e Indireta dos Poderes Executivo e Legislativo".
Já o § 14º do art. 154 da Constituição Estadual estabelece: "Fica vedada a nomeação ou designação para cargos de provimento em comissão daqueles considerados inelegíveis, em razão de atos ilícitos nos termos da Lei Complementar de que trata o § 9º do art. 14 da Constituição Federal, no âmbito da Administração direta e indireta dos Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo do Estado do Ceará, incluídos os Tribunais de Contas e o Ministério Público".
Curiosamente, a Emenda 009/2015 que foi aprovada na gestão da ex-Prefeita Ila pinheiro apresenta atecnia em seu inciso IV: "ser considerado inelegível", quando deveria estar escrito: "NÃO ser considerado inelegível. Contudo, o Meritíssimo Sr. Juiz concluiu tratar-se de erro material e que não revoga a Emenda 007/2012.
A Sra. Luzia Cunha Saldanha Brito foi considerada FICHA SUJA e ficou INELEGÍVEL POR 08 ANOS conforme acórdão do TCM, nos termos estabelecidos pelo art. 1º, inciso I, alínea "g" da Lei Complementar nº 64/1990 (Lei de Inelegibilidade), por ter praticado ATOS ILÍCITOS CONTRA O ERÁRIO PÚBLICO na época em que assumiu o cargo de Secretária Municipal da Saúde na gestão do ex-Prefeito Afonso Cunha Saldanha, seu irmão (2010). Inclusive, esta mesma gestão (2009 - 2012) foi marcada por diversas denúncias de má gestão e ilícitos contra o erário púbico, inclusive houveram denúncias de supostos desvios de valores da Secretaria de Saúde ocorridos naquela época e beirando os R$ 2 milhões.
Assim sendo, o meritíssimo Sr. Juiz Dr. Caio Lima Barroso baseou sua decisão, entre diversos preceitos legais, na assertiva de que FICOU CONFIGURADO PERIGO DE DANO AO ERÁRIO PÚBLICO, POIS É VISÍVEL QUE CASO A SRA. LUZIA CUNHA PERMANEÇA NO CARGO, PODERÁ OCASIONAR NOVAMENTE DANOS AO ERÁRIO, COMO JÁ FEZ ANTERIORMENTE. Em sua decisão, além da suspensão imediata da nomeação da Sra. Luzia Cunha, o meritíssimo determinou também cumulativamente, a exoneração no prazo de até 30 dias, de todos os servidores nomeados para cargos comissionados ou funções de confiança que sejam possuidores de causas de inelegibilidade, orientando ainda o Sr. prefeito Glairton Cunha a abster-se de realizar novas nomeações que afrontem a "Lei Ficha Limpa Municipal" e exija dos futuros nomeados, como requisito à nomeação, subscrição (sob as penas da lei) de termo declarando NÃO ESTAR INELEGÍVEL.
Não obstante a tudo isso, desde o início da atual gestão tem havido NO SEIO DO POVO, nas redes sociais e até na Câmara Municipal fortes questionamentos em torno da MORALIDADE e LEGALIDADE da nomeação de alguns assessores diretos do prefeito Glairton Cunha, por supostamente serem fichas sujas e/ou de conduta imoral perante a coisa pública. Recentemente, na sessão plenária de 04/09/2017 o vereador Geosanan Leitão relatou diversos ilícitos e imoralidades que supostamente teriam sido cometidos pelo Sr. Juraílson Brito (esposo da Sra. Luzia Cunha) no âmbito da administração direta do poder público do município e também relatou uma conversa ocorrida entre ele, o vereador Rodolfo Cunha, o prefeito Glairton Cunha e algumas outras pessoas na casa do vereador, onde perguntou ao prefeito se ELE SE ELE IRIA "LUTAR" AO LADO DE JURAÍLSON BRITO, BENA E DONA LUZIA CUNHA, AO QUE O PREFEITO RESPONDEU EM VOZ ALTA E CLARA QUE NÃO, POIS ESSE POVO JÁ ESTÁ "ULTRAPASSADO". O vereador Geosanan inclusive concluiu sua palavra nessa sessão plenária afirmando que o prefeito Glairton Cunha NÃO CUMPRIU COM A PALAVRA DADA, QUE ELE APÓS ASSUMIR O PODER, HAVIA "MUDADO O DISCURSO".
Ironicamente, a Emenda à Lei Orgânica de Jaguaretama nº 007/2012 (foto) que instituiu a "Lei Ficha Limpa Municipal" foi aprovada quando o esposo da Sra. Luzia Cunha, a saber, Sr. Juraílson Brito, ocupava a Presidência da Câmara Municipal. Ao que parece, o feitiço se virou contra o feiticeiro, pois pouco tempo depois o Sr. Juraílson foi tornado inelegível por 08 anos em decisão administrativa proferida pelo colegiado do Tribunal de Contas dos Municípios e agora, sua esposa Sra. Luzia Cunha cai nas garras da mesma lei...
Dura lex sede lex (a lei é dura, mas é a lei).
Apesar de tudo, muitas vezes em debates no grupo "Frade Alerta" (WhatsApp) o prefeito Glairton Cunha manifestou-se em defesa da Sra. Luzia Cunha Saldanha Brito e de sua nomeação ao cargo de Diretora Geral agora exonerada sob as penas da lei.
E agora Sr. Prefeito? Até quando teremos de conviver com pessoas desonestas assumindo cargos de confiança, assessoria direta e comissionados dentro da administração pública?







Fonte: https://www.facebook.com/fradealerta/posts/220048311865140?comment_id=220061105197194&notif_id=1509058120545700&notif_t=like

sábado, 7 de outubro de 2017

FARRA DAS DIÁRIAS: ENQUANTO O EXECUTIVO ESBANJA, O SERVIDOR PAGA A CONTA.

Enquanto a administração do prefeito Glairton Cunha apela para o marketing de todas as formas, o servidor público de Jaguaretama segue pagando a conta.
Logo de início o prefeito descumpriu solenemente a Lei e os compromissos firmados com os servidores em cumprir os ditames da Lei Municipal nº 923/2015 (PCCV-Saúde).
Seguiu-se então com o envio de um Projeto de Emendas à Lei Municipal nº 923/2015 retirando as categorias de motorista, auxiliar de serviços gerais, digitador, agente/auxiliar administrativo e vigia do escopo do PCCV-Saúde, à revelia da Constituição Federal e sob a alegação de economia e de que futuramente farão um Plano de Carreiras para estas categorias englobando todas as secretarias.
Posteriormente, reduziu valores de diárias e plantões noturnos sem nenhuma justificativa cabível.
Recentemente, sob a justificativa de recuperar a adimplência do município (renegociar débitos pendentes com INSS e outros), baixou Decreto reduzindo em 50% a gratificação do PMAQ dos profissionais do PSF e em 10% a base salarial do cargos comissionados e contratos de serviços, além de proibição de pagamento de Adicional de Férias até dezembro deste ano.
Mas o mais curioso no meio de tudo isso, é que na base do Executivo NÃO HÁ QUALQUER CORTE DE DESPESAS!
SÓ EM DIÁRIAS PARA VIAGENS, até o mês de julho deste ano, segundo o Portal da Transparência o Poder Executivo gastou a bagatela de R$ 62.400,00. Isso mesmo, pasmem, sessenta e dois mil e quatrocentos reais, assim distribuídos: Prefeito: R$ 7.560,00; Sec. da Educação: R$ 3.150,00; Sec. da Saúde: R$ 2.400,00; Sec. da Ação Social: R$ 2.550,00; entre outros).
Para se ter uma ideia melhor, durante os 12 meses de 2016, a administração anterior gastou R$ 21.030,00 (Prefeita: R$ 4.590,00; Sec. da Educação: R$ 450,00; Sec. da Saúde R$ 2.850,00; Sec. da Ação Social: R$ 1.200,00; entre outros).
Explicando de outro modo, a administração Glairton Cunha em apenas 07 meses já gastou só em diárias, MAIS QUE O DOBRO do que a administração passada gastou em todo o ano de 2016.
Para se ter uma ideia mais clara ainda, nem a prefeita Íris Gadelha de Alto Santo que vem sendo muito criticada por seus munícipes por gastar muito com banalidades (apelidaram-na de "prefeita ostentação"), gastou menos em diárias nos primeiros 07 meses deste ano. Em Alto Santo foram R$ 33.850,00 (Prefeita: R$ 11.200,00, entre outros).
E aí? Até quando nós servidores continuaremos pagando uma conta que não é nossa e tendo nossos direitos cerceados pelo prefeito?




quarta-feira, 13 de setembro de 2017

MÊS DE SETEMBRO COMEÇA COM SESSÕES LEGISLATIVAS "PEGANDO FOGO" EM JAGUARETAMA

Em 04/09/2017, o ex-vereador, ex-secretário de educação e atualmente chefe de gabinete, Sr. Juraílson Brito veio ao Plenário da Câmara com um discurso tipo "levanta defunto".

A intenção era passar ao público a imagem de um "alimpamento" de ficha política. Vale lembrar que o ex-vereador foi condenado pelo colegiado do TCM por improbidade administrativa em decorrência de irregularidades na sua prestação de contas de gestão quando foi Secretário da Educação na gestão do ex-prefeito Bena e então, "ficha suja" devido a condenação, ficou inelegível por 08 anos. Ocorre que os 08 anos passaram e a sentença prescreveu, daí então, a intenção de um "alimpamento moral público" com o discurso.

Pois bem, foi uma seara de tragicomédia, de onde saíram pérolas como:

"Alzimar, assim como Jairo Júnior e Hélder tiveram contas desaprovadas mas são homens de bem."
"Nunca tentem cometer injustiça a alguém."
"O prefeito Glairton Cunha conhece a minha idoneidade e todos sabem que ele não precisa pastorar nem eu, nem minha esposa, nem Jairo Júnior sobre a possibilidade de nós fazermos algum ato desleal a ele." 
"Eu não lembro que de forma dolosa eu tenha feito mal a alguém de Jaguaretama."
"Não sei porque o vereador Geosanan tem essa indiferença comigo."

E logo após, a reação dos vereadores 'da situação' foi de causar enjôos estomacais no público. O vereador Toinho de Salomão afirmou:
"Admiro muito Juraílson, nunca vi ele com briga... tamo junto Juraílson."
Vereador Erivaldo Brito, irmão do atual chefe de gabinete esqueceu da condenação passada do irmão e tascou:
"Quando Juraílson era Secretário, Jaguaretama tinha educação."

Lamentável que tamanha limitação venha de representantes escolhidos pelo povo para fiscalizar o Poder Executivo e elaborar as Leis. Vereador Rodolfo Cunha, que desde o começo deste ano parece ter sido acometido de amnésia aguda, citou:
"Conheço Juraílson Brito como um homem digno e muito inteligente."

É incrível que o vereador Rodolfo conhecido por sempre baixar o nível do debate quando confrontado, tenha esquecido de todo o seu discurso pesado que proferiu por pelo menos 08 anos contra o próprio Juraílson Brito, sua esposa e o ex-prefeito Bena.
Uma total inversão de valores sobre o que o vereador afirmava com tanta firmeza há apenas alguns meses. Passada a nostalgia discursiva e a sessão lava-pés promovida pela bancada 'da situação', veio então a voz dos vereadores 'da oposição'. Vereador Rubens Pinheiro fez questão de esclarecer que Juraílson Brito esteve na situação de ficha suja não por causa do povo ou da Casa Legislativa, mas pelo julgamento imparcial do TCM.

Aí veio a vez do vereador Geosanan e logo que cara tratou de por os pingos nos "is" e evidenciar o total paradoxo que era o Sr. Juraílson Brito dado o seu passado de ficha suja e a sua vida pregressa sempre agarrada à política, "chegar à Casa Legislativa com uma sentença dizendo que na verdade ganhou a causa que na verdade está um homem limpo na justiça. Pra uma grande parte da sociedade de Jaguaretama, eu não vejo ainda que está. No sentimento das pessoas nas lembranças de um passado bem recente, não está." (PALAVRAS DELE).

Continuando sua linha de pensamento, Geosanan citou lembranças do início do ano, no período de diplomação ao cargo de vereador, o Exmo. Dr. Juiz de Direito da Comarca de Jaguaretama quando citou que 'o cidadão que se diz cidadão e que não pode receber votos não é cidadão, não é gente da sociedade, não é pessoa da sociedade'. E concluiu o raciocínio dizendo: "Vocês gravaram isso? Acho que muitas pessoas ouviram isso, as pessoas que não podem receber votos não são pessoas da sociedade" (PALAVRAS DELE). Continuando, falou que em muitas ocasiões de um passado recente de Jaguaretama alcançou pessoas chorando por causa de INJUSTIÇAS PRATICADA DE FORMA VOLUNTÁRIA PELO EX-VEREADOR JURAILSON BRITO.
Geosanan Leitão prosseguiu jogando literalmente por terra todo o discurso enfeitado do atual chefe de gabinete e dos vereadores 'da situação', relembrando situações ocorridas durante o período em que Juraílson Brito atual como vereador e assumiu a Presidência a Casa, elencando situações de dolo financeiro do mesmo sobre colegas vereadores como Zé Tarcisio, Walter Pinheiro de Souza e demais outros que inclusive precisaram recorrer à Justiça para receber os valores que lhes eram devidos. Citou ainda: "Quando o juiz intimou pedindo documentação desta casa, documentação que comprovasse o pagamento que ele tinha recebido e simplesmente se sumiu da casa e o juiz chamou de 'CASA DESORGANIZADA', esse é o 'bem' que o Jurailson praticou" (PALAVRAS DELE).

Contestando as afirmações do colega Erivaldo Brito sobre seu irmão Juraílson, Geosanan falou: "Quando o Ari Saldanha prefeito, secretário de educação Juraílson Brito... fez tudo que achava que competia a ele e à vontade, FOI PRECISO A PRIMEIRA DAMA, na época Ila, RETIRÁ-LO, AFASTÁ-LO DA SECRETARIA e ir pra dentro pra tomar de conta, todo mundo sabe disso. Foi o homem que derrubou colégios no município porque tinha um simples formigueiro no banheiro, esse é os benfeito do cidadão Juraílson Brito. E hoje vem aqui se defender e dizer que as palavras que eu falei é palavras inúteis, palavras que não podiam ser dita, mas a justiça impedia (ele) de ser candidato. Se hoje tem aqui uma sentença dizendo que ele ta legalmente, nós se baseamos toda vida na justiça dizendo que esse cidadão não podia ser candidato, ele e outros" (PALAVRAS DELE).

O chicoteamento continuou com Geosanan citando a destruição que o atual chefe de gabinete provocou no nome de muitas pessoas quando esteve no poder, pessoas as quais ele coordenava e dava suas ideias, pessoas que até hoje possuem o nome sujo por seguirem as orientações dele. Geosanan Leitão defendeu ainda a tese de que era uma contradição tremenda Juraílson após tais 'feitos' e tendo caído junto com sua esposa como fichas sujas e tornando-se ambos inelegíveis, ir atualmente à Câmara se defender. Continuou citando que o vereador Rodolfo Cunha embora hoje tenha mudado o discurso, antigamente cansou de dizer verdades sobre a pessoa de Juraílson ao afirmar que ele era 'um dos corruptos que Jaguaretama possuía'. 

Geosanan citou também que Dr. Jairo teve de agredir literalmente Juraílson Brito em uma ocasião no Cartório Eleitoral por conta dos seus malfeitos e indagou se o ex-prefeito Bena seria realmente o culpado de tantos débitos e rombos  quando assumiu o Executivo ou não seria malícia do Sr. Juraílson.

No fim, sobrou até para o atual prefeito Glairton Cunha quando  Geosanan citou o fato ocorrido por ocasião pleito eleitoral quando na casa do vereador Rodolfo reuniram-se com o prefeito e Geosanan indagou-lhe sobre sua intenção ou não de aliar-se a Bena, Juraílson e Luzia, ao que o prefeito respondeu que 'não, esse povo já está ultrapassado'. Hoje os fatos mostram claramente que o prefeito Glairton Cunha mudou o discurso e faltou com a verdade. 

Como podemos ver, é lastimável a situação de muitos dos edis legislativos do nosso município. De repente, como num passe de mágica, o discurso mudou completamente. na visão dos vereadores 'da situação' quem antes era corrupto, agora ficou 'bom'. Não obstante a isso, não parece haver comprometimento da bancada com o bem comum, todo o direcionamento parece estar apontado para os seus próprios interesses em conjunto com o prefeito e demais aliados.

Onde vamos parar?

terça-feira, 11 de julho de 2017

JAGUARETAMA: Foragido da justiça é preso após dar entrada em hospital vítima de lesão a faca

Luis Augusto dos Santos, 39 anos, buscou socorro no Hospital Maternidade Jesus, Maria e José, em Quixadá, na madrugada desta segunda-feira, 10, mas acabou saindo de lá preso pela Polícia Militar.
Ele se envolveu numa briga na cidade de Banabuiú e acabou lesionado a faca, o que o fez ser levado para receber socorro na maternidade.
Após receber o atendimento médico, porém, Augusto acabou preso. Contra ele havia em aberto um mandado de prisão da comarca de Jaguaretama. Motivo? Regressão de regime, isto é, o juiz havia determinado que o regime aberto não era mais a pena apropriada e que Augusto precisava retornar para o regime fechado. Isto acontece quando a justiça entende que o presidiário beneficiado pelo abrandamento da pena não a merece mais.
Ocorre que Augusto responde à justiça pelos crimes de roubo e estupro a vulnerável. Assim que receber alta ele irá direto para a delegacia de polícia civil, após o que deverá voltar para a cadeia.
O QUE É REGRESSÃO DE REGIME?
É a transferência do condenado de um regime prisional menos severo para um mais gravoso, em caso de sua não adaptação ao regime semi-aberto ou aberto, demonstrando a inexistência de sua reintegração social. A regressão do regime dá-se pela prática de fato definido como crime doloso ou falta grave; ou quando o réu sofrer condenação, por crime anterior, cuja pena, somada ao restante da pena em execução, torne incabível o regime.